Valores

Testes de gravidez caseiros ... eles funcionam?


Hoje é relativamente fácil saber se você está grávida ou não, basta ir a uma farmácia e comprar um teste de gravidez. E é que, mesmo que seja finalmente o médico quem confirma a gravidez, se o teste da farmácia der positivo ... dá positivo.

Porém, antes da existência desses testes, as mulheres há milhares de anos já faziam outros tipos de testes de gravidez mais rudimentares, alguns até sobrevivem até hoje. E, há quem acredite que certos elementos reagem à urina da gestante mas, Esses testes de gravidez caseiros são confiáveis?

Se voltarmos no tempo, no antigo Egito, mulheres costumavam urinar nas sementes de trigo e cevada. Se não germinasse, não havia gravidez, se germinasse a cevada, o bebê seria um menino e se germinasse seria uma menina. Parece uma ideia estranha, mas pesquisas realizadas há algumas décadas descobriram que esse método era 70% confiável.

Vamos pular do Egito dos faraós para a Grécia antiga. Lá o renomado Hipócrates apontou um método que não acho que muitas mulheres hoje estariam dispostas a seguir. Eles tiveram que introduzir uma cebola na vagina da mulher e esperar uma noite. Se a cebola mantivesse o sabor no dia seguinte, ela estava grávida.

Na década de 1960, o teste do sapo, feito em clínicas, tornou-se conhecido. A urina foi coletada da mulher e a rã foi injetada sob a pele, se a mulher estava grávida o hormônio da gravidez, a gonadotrofina coriônica, estimulou a ovulação da rã e em cerca de 14 horas, começou a desovar.

Hoje em dia há quem recorra a determinadas práticas para saber se está grávida e evita comprar o teste que se vende nas farmácias. São testes que antes eram conhecidos de boca a boca e que hoje, devido ao impulso da Internet, estão mais difundidos, estes são alguns deles:

- O teste do vinagre.

- Teste de sabão.

- Teste de óleo.

- Urina fria.

- O teste de corrimento vaginal.

- O teste de cloro.

Estes são apenas alguns dos testes que podem ser feitos em casa e, como vês, todos são realizados com elementos fáceis de encontrar numa casa, materiais baratos e acessíveis.

Esses métodos são baseados na reação que ocorre quando a urina é misturada a um deles. E é isso, acredita-se que ocorra uma reação na mistura resultante que só ocorre durante a gravidez, pois somente nessa fase da vida da mulher é produzido um hormônio denominado hCG, a gonadotrofina coriônica, responsável por essa reação.

Mas esses testes de gravidez são confiáveis? A resposta é simples, eles não são confiáveis. Porque?

- Falta de metodologia nos testes: não são utilizados elementos esterilizados, nem costuma ser dada informação sobre as proporções adequadas de cada elemento.

- Alguns desses testes afirmam que a mistura de ambos os elementos produz bolhas. Mas, você está grávida ou não serão produzidos porque existem substâncias naturais que reagem produzindo gases quando misturadas com água sanitária ou cloro.

- Se o teste for realizado nos primeiros dias, a concentração do hormônio hCG é tão baixa que pode até ser negativa em um teste de gravidez caseiro, portanto é difícil reagir a uma substância.

Em conclusão, se você quiser saber se está grávida, pode "brincar" para realizar qualquer um desses testes caseiros, mas sabendo que eles não são de todo confiáveis ​​e a comunidade médica os descarta devido à falta de rigor científico.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Testes de gravidez caseiros ... eles funcionam?, na categoria Ficar grávida no local.


Vídeo: REAÇÃO DO TESTE CASEIRO POSITIVO Sal (Outubro 2021).