Valores

Eduque a criança sozinha. Pais solteiros


O fato de existirem famílias de mães e pais solteiros é um fenômeno sociocultural cada vez mais frequente devido aos divórcios e separações, entre muitos outros fatores. Esse tipo de família monoparental vem ganhando cada vez mais destaque nos últimos anos, obtendo há algumas décadas um "valor" semelhante ao das chamadas famílias convencionais. Mas, Como podemos educar efetivamente a criança na solidão?

Podemos encontrar famílias monoparentais chefiadas por mães ou chefiadas por pais.

- Mães solteiras. Mulheres que decidem criar seus filhos sozinhas deixaram de ser vistas como algo estranho. Com o passar dos anos, as conotações negativas que acompanhavam o conceito de mãe solteira foram ficando para trás: solidão, abandono, frustração, etc. Assim, a sociedade passa a compreender cada vez mais que essa escolha dos pais é feita a partir da maturidade e da determinação de quem a escolhe. As causas que levam uma mulher a ser mãe solteira são diversas: separações, divórcios ou por escolha. E no pior caso: um estupro.

- Pais solteiros. Este é um fenômeno minoritário em comparação ao das mães solteiras. Nesse tipo de família, os homens têm que enfrentar as dificuldades de criar os filhos, além de enfrentar uma sociedade que "não acredita" que um homem possa desempenhar essa tarefa de forma positiva. Homens que criam seus filhos sozinhos são aqueles que ficam com a custódia dos filhos após o divórcio, ou que ficam viúvos, ou são aqueles que decidem ter um filho apesar de não ter um parceiro.

Criar a criança sozinha pode ser muito complicado e estressante. As mães e pais que fazem esta escolha se deparam com diversos problemas como: a organização do dia a dia, as dúvidas do filho pela ausência da outra figura paterna ou materna, as dúvidas que os pais enfrentam ao educar sozinhos, problemas financeiros (o que pode fazer com que o pai ou a mãe passem mais tempo trabalhando e dando menos oportunidades de passarem tempo juntos), novos relacionamentos e compromissos dos pais, etc. Algumas dicas para superar todas essas dificuldades são:

- Mentalidade positiva. Ser mãe solteira pode ser muito difícil. Nos momentos mais difíceis você tem que ser honesto com seus filhos, mas lembrando que as coisas sempre podem ser melhores. Para isso, o senso de humor e a positividade serão de grande ajuda.

- Seja comunicativo. Converse com seus filhos sobre suas preocupações. Os pais não devem temer que seus filhos expressem suas emoções, mesmo que sejam negativas. Ouvi-los e levar em consideração o que eles dizem pode servir para dar impulso aos aspectos mais positivos da situação.

- Os benefícios das rotinas. A organização, como horários regulares para as refeições e intervalos, ajuda as crianças a saber o que esperar. Eles dão segurança e facilitam sua educação.

- Estabeleça regras e limites. Ter regras e explicar à criança o que espera dela será essencial para sua educação. Você deve ser consistente e ter em mente que essas regras podem ser flexíveis nas negociações.

- Equilibre os papéis. Faça de forma natural e paciente. Não tentar compensar essa falta de pai ou mãe culpados e cair na permissividade excessiva.

- Não superproteja. Da mesma forma, as crianças devem ser independentes e, ao mesmo tempo, dar-lhes responsabilidades.

- Suporte ao meio ambiente. O apoio da família, de um profissional que ajuda no cuidado, de um grupo de pessoas na mesma situação, os vizinhos. Qualquer ajuda com a qual você pode contar é bem-vinda. Desistir disso aumentará as dificuldades.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Eduque a criança sozinha. Pais solteirosna categoria Ser mãe e pai no local.


Vídeo: Mulheres Independentes na Criação dos Filhos (Dezembro 2021).