Valores

O porquê da mediação familiar


O mediação familiar É uma forma voluntária de resolver as tensões ou conflitos familiares com a intervenção de um mediador imparcial e neutro que ajuda a família a dialogar e a chegar a acordos satisfatórios entre todos. Sua finalidade é prevenir, reduzir ou solucionar problemas ou crises que tenham origem na família.

Nós dizemos por que é benéfico mediação familiar para o casal.

As principais razões pelas quais devemos nos submeter às sessões de mediação familiar são:

- Contribui soluções customizadas que se adaptam à realidade de cada família.

- Preserva o privacidade família.

- É rápido, para evitar que a tensão acabe prejudicando irreversivelmente o relacionamento entre os parentes.

- É eficaz, flexível e extrajudiciais. Acontece em um ambiente privado.

São muitos os problemas que acabam gerando discrepâncias ou falta de acordos na família. Através do processo de mediação A intenção é salvar aqueles momentos difíceis com o menor custo emocional possível. Descubra o vantagens da mediação em diferentes situações que podem causar conflitos na família:

1- Rompimento, separação e divórcio.

Em menor ou maior grau, os problemas que se geram na família devido à separação do casal, muitas vezes acabam causando desentendimentos entre todos. Em um processo de mediação, um profissional independente e imparcial ajudará a família na solução dos problemas, para chegar a acordos satisfatórios e duradouros que considerem os interesses de todas as partes, bem como evitar consequências emocionais. A mediação ajudará o casal não apenas a enfrentar a crise, mas também a permanecer pai ou mãe.

2- Cuidar de parentes idosos ou deficientes.

Muitas vezes, ter um parente idoso ou deficiente em casa pode representar um conflito em uma família. Em princípio não precisa ser um problema, mas há situações que exigem e demandam mais tempo e cuidado, e muitas vezes a família não tem onde buscá-los. Nestes casos, a mediação é aplicada não só para proteger os direitos da pessoa em questão, mas também para organizar e encontrar uma forma de resolver para a família, através de campanhas, informações e intervenções positivas.

3- Conflitos de adoção e acolhimento.

A mediação é muitas vezes necessária em casos de adoção, na coexistência entre filhos biológicos e filhos adotados dentro da mesma família. Não só durante a infância e adolescência, em que rivalidades podem surgir entre irmãos para discutir qual deles é 'filho mais verdadeiro', ou por causa do ciúme que pode ser percebido em situações de discriminação positiva dos pais em relação a qualquer um deles, mas também na idade adulta quando momentos importantes como a distribuição de um herança.

4- Problemas com adolescentes

Em geral, o adolescente é em si mesmo um 'ninho de conflitos', fantasias, ideais e projetos a serem realizados. Em algumas famílias, isso pode representar um problema que agrava a comunicação e o diálogo entre pais e filhos. Pais que não conseguem controlar os filhos e filhos que não conseguem controlar a si próprios. A mediação nesses casos é necessária para tentar estabilizar a família.

Fonte consultada:

- Mediacion-familiar.es

Você pode ler mais artigos semelhantes a O porquê da mediação familiar, na categoria Diálogo e comunicação in loco.


Vídeo: Mediação Familiar (Janeiro 2022).