Valores

Quando a criança não se adapta à creche ou creche


Toda mudança envolve estresse. Se as mudanças geram inquietação e estresse para os adultos, como as crianças podem não se sentir estressadas quando sua rotina muda repentinamente?

As crianças geralmente não aceitam com prazer sair de casa com a mãe ou o pai para ir para uma escola onde tudo é desconhecido para a criança. É normal! Mas, O que fazer quando a criança não se adapta ao jardim de infância ou creche?

Por isso, todas as creches ou jardins de infância contam com o conhecido e ao mesmo tempo temido “período de adaptação” que visa minimizar o impacto emocional da separação familiar e da incorporação a um novo ambiente para a criança: o jardim de infância.

Existem três obstáculos principais que a criança tem que superar e aprender a lidar adequadamente durante o período de adaptação:

- Medo de pessoas desconhecidas.

- Ansiedade por estarem separados dos pais.

- Pare de ser o protagonistaNesse caso, a atenção se distribui entre muitas crianças, e se torna mais uma.

Esse período de adaptação é único, pois sua duração nem sempre é a mesma, mas depende de cada criança. Há crianças que precisam de poucas horas para se adaptarem ao berçário, outras precisam de dias, outras de semanas e outras até de meses.

Em alguns casos muito específicos a criança não consegue se adaptar ao berçário ou berçário e é necessário descobrir qual é o motivo que não permite que isso aconteça. Aqui estão algumas recomendações que devem ser consideradas se observarmos que a criança está demorando muito para se ajustar à escola:

- Refletir sobre a forma como os adultos, pais e professores, têm agido durante este período de adaptação: Algo errado foi feito? Quais estratégias foram usadas? Por que eles não funcionaram? Que outras estratégias podem ser usadas? Os professores ou os técnicos da creche conhecem a criança (seus gostos, seus medos, suas necessidades, etc.)? A criança foi abruptamente incorporada à creche? É possível que a criança esteja incomodada com algum conflito que teve com outras crianças e que os adultos não perceberam?

- Fortalecer a relação entre os familiares e os responsáveis ​​pela creche. É importante que pais e professores trabalhem em equipe para que a criança se adapte com sucesso à creche. As pessoas no centro e os membros da família devem cooperar e incentivar a comunicação fluente para trocar informações e impressões sobre a adaptação da criança à creche. Se a criança não consegue se adaptar, devemos rever este ponto: a ação está sendo coordenada com os professores? É possível que tenham agido de forma contraditória e isso tenha gerado insegurança na criança?

- As emoções são contagiosas. É importante que analisemos como nos sentimos quando deixamos a criança na creche. Se estivermos com níveis elevados de ansiedade, nervosismo, culpa ou tristeza, é possível que isso seja contagioso para a criança e a impeça de ficar na creche de forma tranquila. Se a criança perceber que estamos inquietos, ela se sentirá insegura e não vai querer ficar longe de nós. Devemos ter calma e não nos sentir culpados por levar o pequeno para o berçário, pois é certamente a melhor opção entre todas as possíveis que estão ao nosso alcance.

- Observe e ouça o que a criança diz. Isso é essencial para obter pistas que nos ajudem a esclarecer o que está acontecendo.

- Reflita sobre por que isso pode estar acontecendo. Às vezes, as crianças têm um problema psicológico ou psiquiátrico que pode impedir que se adaptem facilmente às mudanças. O mais aconselhável é discutir esta situação com o pediatra da criança para que ele avalie e encaminhe a criança ao especialista correspondente, se necessário.

Porém, se revisando todos esses pontos, observamos que a criança continua não se adaptando ao berçário. devemos considerar outras opções Como contratar uma babá em casa ou tentar outro berçário, pois por algum motivo não se adapta às necessidades da criança. E, acima de tudo, devemos priorizar o bem estar do pequeno.

Porém, essas opções não devem ser consideradas na primeira mudança, mas apenas quando observamos que não podemos continuar a insistir para que a criança se adapte se tiver passado mais tempo do que o considerado normal para sua idade. Para isso, devemos nos deixar guiar pelas professoras de berçário, elas nos farão saber se é ou não um bom momento para parar de tentar nos adaptar.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Quando a criança não se adapta à creche ou creche, na categoria Escola / Faculdade no local.


Vídeo: 5 DICAS SOBRE COMO ESCOLHER A CRECHE ou BERÇÁRIO DO SEU BEBÊ (Pode 2021).