Valores

Quais são as melhores maneiras de crianças com deficiência intelectual aprenderem a ler


Não existe um método exclusivo que favoreça aprendendo a ler para alunos com deficiência intelectual, embora pudéssemos falar de metodologias que favorecem a aprendizagem da leitura para todos os alunos, inclusive aqueles com deficiência intelectual.

Diremos quais são os dois métodos de aprendizagem da leitura mais utilizados, suas vantagens e desvantagens.

Alunos com Discapacidade intelectual eles apresentam uma grande diversidade de características. Para organizar um pouco essa diversidade, vamos contar com testes psicométricos que medem o quociente de inteligência (QI) e nos oferecem resultados que nos permitem classificar as diferentes deficiências que nossos alunos apresentam em graus de afetação:

  • Ligeira deficiência.
  • Incapacidade média ou moderada.
  • Deficiência grave

Esta primeira diferenciação do aluno com deficiência intelectual condiciona a sua possibilidades de aprendizagem leitura funcional, embora não a determine.

Além do grau de deficiência, devemos ter outros fatores que são determinantes, como persistência no trabalho, motivação e esforço pessoal. Esses elementos de compensação não surgem do nada, mas de um sistema complexo de relações sócio-familiares que compõem a personalidade do aluno. Em áreas onde existe afeto, aceitação mútua, senso de responsabilidade no trabalho, apoio e apreço pelo esforço, é mais fácil alcançar o sucesso.

Existem dois métodos para aprender a ler: métodos analíticos e métodos sintéticos:

- O Métodos analíticos eles partem de unidades linguísticas com significado. São métodos dedutivos que partem da frase ou da palavra para reconhecer gradualmente seus diferentes componentes.

- O métodos sintéticos São aquelas que, a partir dos elementos mais simples (sílabas e letras), visam que a criança domine as estruturas mais complexas (palavras, frases e textos).

Os métodos analíticos e sintéticos apresentam vantagens e desvantagens.

Vantagem:

  • Eles respondem ao processo natural de percepção.
  • Muito motivador pelo seu significado e funcionalidade.
  • Socializadores: requerem um relacionamento interpessoal intenso.

Desvantagens:

  • Eles não permitem uma classificação sistemática.
  • Eles tornam difícil aprender novas palavras.
  • Lentidão no processo de aprendizagem.
  • Exigem grande especialização docente.

Vantagem:

  • Eficaz para aprender o código.
  • Eles favorecem a articulação.
  • Eles permitem uma graduação do aprendizado.
  • Eles favorecem a aprendizagem individualizada.

Desvantagens:

  • Eles não respondem aos interesses das crianças.
  • Eles exigem conhecer a estrutura da linguagem em seus elementos mais simples.
  • Eles tornam o entendimento difícil no início.

Defender a eficácia de um método em detrimento de outro implica não saber como se desenvolve a aprendizagem da leitura. Não deve haver debate entre os dois métodos, pois ambos possuem pontos fortes e fracos. Da mesma forma, não há diferenças entre crianças com desenvolvimento típico e crianças com deficiência intelectual na escolha do método. É o conhecimento das características individuais de cada criança que nos guiará na decisão de qual método de leitura será mais adequado para a aprendizagem da leitura.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Quais são as melhores maneiras de crianças com deficiência intelectual aprenderem a ler, na categoria de Educação Presencial.