Valores

O erro de proibir demais as crianças


Uma das grandes aspirações dos pais é que seus filhos cresçam em um ambiente feliz e se desenvolvam plenamente. Para fazer isso, eles devem encontrar a maneira ideal de estabelecer limites e normas em sua educação.

Os pais usam esses limites e normas como um guia para educar e encontrar soluções para o comportamento de seus filhos. Assim, a forma como os filhos se comportam será uma consequência direta do tipo de respostas que os pais dão a esses comportamentos dos pequenos. Porém, devemos estar cientes do erro de proibir demais as crianças.

Os pais costumam usar inconscientemente comportamentos que mais prejudicam a auto-estima dos filhos do que os ajudam. Existem situações em que será necessária a intervenção dos adultos de forma objetiva e estes deverão proibir comportamentos nas crianças devido à existência de um perigo real.

Mas existem situações em que os pais evitam esses comportamentos. Estas são as razões:

  • Impulsionado pelo medo e protecionismo. O desejo dos pais é protegê-los de decepções, frustrações e contrariedades. Impulsionadas por essas crenças e medos negativos, as crianças serão educadas para acreditar que existem coisas perigosas a evitar. Isso os faz aprender a ser inseguros e dependentes.
  • A cultura do "não". A maioria dos que agora são pais e mães cresceu em um ambiente onde a palavra não teve muita influência. Não faça isso, não vá em frente, não vá lá, etc. Ouvi-lo é normal, então não parece mais estranho. Esse fato torna a proibição uma questão de maneiras e autoridade padronizada.
  • O impacto da proibição é desconhecido. Muitas vezes, as repercussões que essa proibição pode ter são desconhecidas. São eles: falta de autoestima, dependência, não desenvolvimento de autonomia, raiva e afastamento dos filhos dos pais. Portanto, quando os pais tomam a decisão de proibir coisas, eles devem fazê-lo com moderação para evitar consequências negativas para comportamentos positivos ou normais dos filhos.
  • Seja um exemplo. Você tem que ser consistente com o que pede a seus filhos. Se você quer ensinar uma série de valores, você precisa dar o exemplo.
  • Use o Sim. Elimine o uso contínuo do não na vida cotidiana e use-o apenas para questões importantes.
  • Reflexão. Você tem que pensar sobre a importância da proibição e o que contribuirá ou deixará de contribuir com essa decisão.
  • Disciplina positiva. Ou seja, estabelecer limites com firmeza, mas respeitando ambas as partes: adultos e crianças, ao mesmo tempo.
  • Dê opções. As crianças devem ter opções e alternativas razoáveis.
  • Negociar. Da serenidade e respeito, podem ser gerados acordos que se comprometem a cumprir com ambas as partes

Você pode ler mais artigos semelhantes a O erro de proibir demais as crianças, na categoria de Conduta no local.


Vídeo: Direito Penal - Erro de Tipo e Erro de Proibição - Professor Diogo Lopes (Dezembro 2021).