Valores

Uma caixa sensorial para estimular os sentidos do seu bebê


A estimulação sensorial inclui atividades e materiais para estimular os diferentes sentidos tais como: visuais, táteis e auditivos, entre outros. Quando trabalho com crianças procuro utilizar materiais comuns, presentes no dia a dia dos pequenos e não compro tudo, para que possam transferir os conhecimentos adquiridos para o seu dia a dia.

Também acontece que quanto mais naturais os objetos que usamos, mais atraentes eles são para as crianças e mais motivação eles despertam. Então, vamos te dar alguns exemplos das caixas de estimulação sensorial mais caseiras.

Nós te ensinamos a faça uma caixa sensorial para estimular os sentidos do seu bebê.

As caixas de estimulação sensorial são recipientes com diferentes materiais de diferentes texturas com o qual vamos trabalhar ou brincar, entre outras coisas, integração tátil e várias habilidades de processamento cognitivo.

As caixas quase sempre são preenchidas com algum material que seja abundante e que sirva de base, como: areia de praia, arroz, lentilha, etc. E aí são introduzidas nessa base materiais diferentes para trabalhar, tanto a destreza manipulativa, como pegar pequenos espetos e colocá-los em uma tábua, quanto outras habilidades mais relacionadas à estimulação cognitiva, como, por exemplo, procurar peças de acordo com formas, tamanhos, cores.

Em uma ocasião eu fiz uma caixa de Estimulação sensorial da seguinte maneira: Eu introduzi uma grande quantidade de areia de praia e mostrei ao bebê 10 bolinhas coloridas. Eu coloquei os mármores na areia e o trabalho que tive que fazer foi encontrar os mármores.

Outro exemplo poderia ser: encher uma caixa de isopor em bolas e depois introduzir dois ou três tipos diferentes de leguminosas; feijão, grão de bico etc ... o objetivo é que procure as diferentes leguminosas e classifique por tipo.

Você também pode colocar dentro de uma caixa: tecidos, lenços de diferentes texturas, esfregões, lenços de seda, pedaços de lã, veludo cotelê etc ... e podemos até introduzir outro tipo de estimulação, neste caso visual, inclusive tecidos opacos, outros translúcidos pra experimentar se vemos ou não com os diferentes tipos de tecido.

De acordo com a idade da criança e habilidade manipulativa A partir daí podemos escolher materiais maiores ou menores, e desta forma também controlar que se forem muito pequenos, existe o risco de serem inseridos na boca e engolidos.

E o mais importante de tudo é sem dúvida que esta atividade seja o mais divertida possível, para experimentar que as crianças não perca o interesse e a motivação.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Uma caixa sensorial para estimular os sentidos do seu bebê, na categoria de estimulação infantil no local.


Vídeo: 10 ALIMENTOS QUE O BEBÊ NÃO DEVE CONSUMIR ATÉ 1 ANO DE IDADE - MACETES DE MÃE (Outubro 2021).