Valores

Por que bebês balbuciam


Uma manhã, seu bebê vai te surpreender quando ele fizer seus primeiros gorgolejos. Meu Deus! Que alegria para a mamãe e o papai quando seu filho não apenas usa seu choro habitual ou grito de demanda, e experimenta pela primeira vez a necessidade de estabelecer um diálogo com eles através daquele maravilhoso chilrear de suas cordas vocais, que será acompanhado por um rosto sereno ou sorridente.

Por volta dos dois meses, o bebê começa a responder aos estímulos e palavras de amor da mãe, por meio de uma primeira tentativa de imitá-la e do diálogo com ela emitindo sons de vogais. Mais um passo ocorre quando, a partir do sexto mês, a criança começa a balbuciar como uma cotovia matinal em seu berço. Ele não precisa nos chamar a atenção nem nos dizer nada, mesmo que seus sons nos incentivem a ir para o seu lado.

O bebê quando balbucia, brinca com sua voz, pelo prazer de ouvir; ele exercita os órgãos da fala com essa atividade, emite sons novos e diversos, usando entonações e repetindo incessantemente certos sons - que tagarelice!

A partir de oito meses, ele será capaz de reproduzir sílabas repetidas (ecolalia) como: ta, ta, ta, ..., baba, mama, yaya. A primeira vogal articulada é geralmente o 'a' e as primeiras consoantes aquelas que são formadas simplesmente abrindo os lábios (m, b, p) ou colocando a língua atrás dos dentes (d, t), que curiosamente são fonemas comuns em todas as línguas.

Certamente não parece que nosso bebê faz isso porque precisa se comunicar conosco ou quer chamar nossa atenção. Se ele quisesse comer, ele usaria seu lamento usual. Por que a criança está balbuciando, então? O bebê não balbucia porque exige nossa atenção, quer comer, sente frio, etc. ele faz isso quando se sente feliz e satisfeito, a conversa mais longa ocorre precisamente quando o bebê tem todas as suas necessidades atendidas e está à vontade.

Esses monólogos entoativos e silábicos tão engraçados para ele (e tão preciosos para os ouvidos dos pais) são muito importantes, já que nesta fase há um desenvolvimento fonético, que não tem intenções comunicativas, mas são um prazer para ele e com isso passam a exercitar e preparar os órgãos da fala, treinamento que os levará a falar quando tiverem atingido a necessária maturidade prévia.

Esta fase pré-linguística ocorre durante o primeiro ano de vida do bebê, ele brinca com seus órgãos de fonação, sentindo sensações musculares, vibratórias e auditivas: gorgolejos, gritos, risos, ruídos, chupadas e balbucios. Tudo isso é fundamental para começar com as primeiras produções verbais, com uma intenção comunicativa clara, um passo muito importante para o bebê!

Patro Gabaldon. Editor do nosso site

Você pode ler mais artigos semelhantes a Por que bebês balbuciam, na categoria de estágios de desenvolvimento no local.


Vídeo: COM BEBÊ TEM DIÁLOGO SIM!!!Seu baby gosta de ouvir você e ele reage com sons próprios! (Outubro 2021).