Valores

Brincadeira simbólica com os alunos na sala de aula


Esquina da casa, esquina do hospital, esquina do supermercado ou restaurante, esquina do cabeleireiro ou da delegacia, esquina da escola ..., e assim por diante para uma grande lista de espaços em que uma zona da sala de aula para poder trabalhar no jogo simbólico. E o que é jogo simbólico? Em nosso site explicamos o que é e como aplicar o jogo simbólico com os alunos em sala de aula.

Brincadeiras simbólicas para crianças são um negócio sério. Lembro-me de uma turma de meninos e meninas de 5 a 6 anos que me procuraram por meio de suas aulas, me acomodaram no salão de beleza que haviam instalado no canto de jogo simbólico, e enquanto uma criança estava consertando minhas unhas, outra desembaraçou meu cabelo.

Por jogo simbólico entendemos a oportunidade que o pequeno tem de representar de forma simbólica os diferentes papéis e situações do mundo que o rodeia. Com esta atividade têm a possibilidade de desenvolver muitas das suas competências e formar uma imagem do mundo.

Nesse sentido, os professores atribuem grande importância a ela, visto que podemos observar a capacidade da criança de imitar situações da vida real e se colocar no lugar de outras pessoas. É uma atividade em que a criança passa continuamente do real para o imaginário. Neste jogo, ademais, a imaginação desempenha um papel fundamental, pois implica "fazer como se" uma régua de energia fosse um telefone ou uma pintura uma colher ou um termômetro. Não há dúvida de que além da função de socialização, eles se divertem muito.

Graças a essas atividades, a linguagem pode ser ampliada e desenvolvida, a empatia também é trabalhada e, sobretudo, as representações mentais são consolidadas. Em muitas ocasiões, são espaços em que o menino ou a menina canalizam suas inquietações ou medos e também neste mesmo espaço podem resolver esses conflitos.

Em geral, o brincar simbólico começa aos dois anos de idade, embora isso dependa muito da maturidade psicológica de cada criança. Esta atividade pode começar quando a criança desenvolveu a habilidade de criar e trabalhar mentalmente com símbolos.

É até os 6 anos de idade que este tipo de jogo é um grande instrumento de aprendizagem e uma ferramenta fundamental dentro da sala de aula nas escolas.

A partir dos 6 anos também é uma ferramenta fundamental; Há crianças que apresentam certa timidez ou dificuldade de expressão, e é por meio do jogo simbólico que têm a oportunidade de se comunicar melhor, desde que desempenhem um papel e não sejam carinhosos.

Nas etapas da educação infantil, é oportuno que a sala de aula seja organizada em cantinhos de jogos simbólicos. Além disso, a distribuição das crianças é em pequenos grupos, e dentro de cada esquina cada uma desempenhará um papel ou função. E em muitos casos podem ser eles que desenham os cantos e escolhem os personagens que estarão em cada um, bem como as funções que irão desempenhar.

Para projetar os cantos, recomendo que você siga estas orientações:

1. Limitação física. O espaço e sua delimitação devem ser visualmente claros; Você pode usar móveis de sala de aula, uma cortina ou fita colorida no chão.

2. Materiais de uso flexível. Se limitarmos sua função, limitaremos sua imaginação e capacidade de criar. Quanto menos estruturado, melhor.

3. Cuide do design e da estética. Ou seja, deve ser semelhante ao que realmente representa.

4. Descreva as funções ou funções que serão realizadas em cada canto antes de começar a jogar.

Com este tipo de atividade, estamos oferecendo às crianças espaços nos quais a brincadeira ajuda a melhorar as habilidades emocionais, a estimulação cognitiva e as habilidades sociais. Além de ser, por meio da observação criteriosa, uma forma de avaliar determinados indicadores de desenvolvimento e maturidade da criança. Então, querido professor, comece a trabalhar e divirta-se enquanto brinca e também deixe sua criança interior sair.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Brincadeira simbólica com os alunos na sala de aula, na categoria Escola / Faculdade no local.


Vídeo: Brincadeira simbólica com objetos não estruturados (Outubro 2021).