Valores

Sinais de que seu filho sofre de gagueira infantil


É normal que muitas crianças, 80% de acordo com os últimos estudos, tenham um certo grau de falta de fluência no início da fala e generalização da fala entre 2 e 6 anos. Isso se deve à falta de coordenação inicial que pode existir entre a mensagem do que se quer transmitir, os articuladores que vão produzir a mensagem e a sincronização entre ambos. É normal que este sistema complexo possa não ser harmonioso no início, mas se continuar por mais tempo, pode ser hora de pedir uma segunda opinião.

Nós mostramos a você o que sinais de que seu filho sofre de gagueira infantil.

É comum e totalmente normal que nossos filhos pequenos gaguejem por um curto período de tempo, enquanto coordenam e sincronizam sua fala e linguagem. Mas se esse costume continuar por mais tempo, podemos ter que nos perguntar:devemos ir a um fonoaudiólogo?

A seguir, oferecemos os indicadores mais comuns de problemas típicos de gagueira evolutiva Para descartar um possível distúrbio de gagueira:

- Idade: quanto menor, mais chances de recuperação existem.

- Sexo: Estudos recentes mostram que as meninas têm uma carga genética maior, mas maior taxa de recuperação favorável do que crianças.

- Progressão: Se o início das diffluências foi mais grave e, aos poucos, vão diminuindo, é um bom indicativo, pois normalmente a progressão indica uma superação.

- Antecedentes familiares: No nível genético, será importante saber se existe uma família direta com uma história de dificuldade de fluência persistente e / ou evolutiva.

- Periodicidade: Se as dificuldades de fluência ocorrerem intermitentemente em vez de persistentemente, é um bom sinal.

- Recuperação: De um modo geral, os fonoaudiólogos especializados em gagueira consideram uma recuperação precoce aos 18 meses, uma recuperação tardia entre 18-24 meses e persistente após 36 semanas do início das dificuldades.

- Porcentagem de dificuldades: Para ser considerada dificuldade, existe uma escala mínima de 3-10% de problemas em sua fala habitual. Percentuais mais baixos podem estar ligados ao estresse.

- Movimentos físicos associados: Pode ser que as dificuldades sejam apenas de natureza auditiva ou pode ser tão fácil ver movimentos associados, como movimentos faciais, de cabeça ou até mesmo de membros. Os últimos são geralmente sinônimos de maior gravidade.

- Consciência: É importante saber se a criança não tem consciência das suas dificuldades ou, pelo contrário, se tem consciência e pode ter sentimentos negativos associados (ansiedade, tristeza, insegurança, etc.).

- Tipos de diffluências: repetições simples indicam dificuldade leve, enquanto prolongamentos e bloqueios indicam maior gravidade.

Recomendamos que você reflita sobre os 10 indicadores anteriores e, caso tenha alguma dúvida, vá a um especialista para esclarecer qualquer dúvida.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Sinais de que seu filho sofre de gagueira infantil, na categoria Idioma - Fonoaudiologia presencial.


Vídeo: GAGUEIRA INFANTIL, COMO AJUDAR? (Outubro 2021).