Valores

8 dicas para passar o verão com crianças com autismo


O verão é uma época como outra qualquer, embora com a desvantagem de não ter um padrão habitual que se repete como o que ocorre no calendário escolar. Crianças com autismo têm dificuldade quebrar rotinas, e geralmente não se sentem confortáveis ​​quando há notícias. Portanto, nós damos a você alguns sugestões para curtir e ter um bom verão com crianças com autismo.

As rotinas mantêm as crianças com autismo seguras, mas quando chega o verão, essas rotinas são interrompidas e os planos mudam quase todos os dias. Isso é estressante para crianças com autismo, que costumam não aceitar bem as mudanças em seus esquemas habituais do dia-a-dia. O que podemos fazer então?

Dou algumas dicas que você pode seguir para passar o verão com crianças com autismo.

1- Tente fazer seu filho interagir com outras pessoas iguais. Crianças com autismo freqüentemente têm dificuldade em se relacionar com outras crianças de sua idade. Ofereça-lhes momentos de convivência com primos e amigos da vizinhança. É também um bom momento para trabalhar a inclusão e explicar a outros amigos dos nossos filhos o que significa ser uma pessoa com autismo!

2- Tente ter tarefas para cada dia. O tédio às vezes é fácil, e momentos frequentes de tempo livre não estruturado costumam encorajar nossos filhos a "inventar algumas pegadinhas".

3- Realizar atividades de lazer e tempos livres no exterior. Respirar o ar fresco da montanha ou a brisa do mar é benéfico para todos.

4- Ajude seu filho a continuar a ter uma rotina de sono favorável. Algumas pessoas com autismo sofrem de certos distúrbios do sono. Se for o caso do seu filho, tente fazer alguma atividade física diária, tome um banho frio antes de dormir e antecipe a hora de descansar. Seja permitido e atencioso, porque no verão geralmente queremos dormir mais tarde.

5- Não se esqueça de ter certas rotinas que seu filho adquiriu durante os últimos meses, também durante o verão. Às vezes é difícil continuar a fazer as coisas nas férias, mas é aconselhável seguir as sugestões dos professores que intervêm junto do nosso filho: escovar os dentes, trabalhar à mesa ou simplesmente ler com os nossos filhos.

6- Jogue, jogue e depois jogue! Está provado que brincar em família cria laços emocionais e vínculos que não podem ser alcançados de outra forma. Aproveite para fazer suas brincadeiras favoritas com seu filho e para ensinar-lhe novos jogos de forma estruturada.

7- Não se esqueça de se comunicar de forma assertiva e funcional. Melhor um não na hora certa e um abraço e um sorriso depois! É importante que seu filho não esqueça os limites, mesmo durante as férias. Isso nos dá maior estabilidade na família do que tentar explicar a eles depois do verão que devemos retornar às rotinas (esse conceito costuma custar às pessoas com autismo).

8- Da mesma forma, não se esqueça que verão é para curtir e que todos nós temos o direito de descansar fisicamente e mentalmente. Avalie sempre as coisas que você vai permitir ao seu filho e por que você as faz (ou não). É importante lembrar-se de você mesmo como pai e mãe para o que e por que fazemos as coisas, independentemente das circunstâncias de nossos filhos e levando em consideração as circunstâncias familiares que nos cercam.

Você pode ler mais artigos semelhantes a 8 dicas para passar o verão com crianças com autismo, na categoria Autismo no local.


Vídeo: Jak uczyć dzieci ze spektrum autyzmu? - Nauka bez stresu (Outubro 2021).