Valores

7 diretrizes a serem seguidas em casa se seu filho estiver com inveja


Como o mundo é mundo, a inveja é um dos sentimentos mais comuns do homem. É um sentimento doloroso, frustrante para si mesmo e destrutivo, porém, é muito difícil de controlar quando já está instalado dentro de nós.Educar a criança para que ela não sinta inveja é fazer com que nosso filho tenha muitas possibilidades de ser feliz ao longo da vida.

O que podemos fazer quando nossos filhos estão com inveja? Nós deixamos você o diretrizes a serem seguidas se seu filho estiver com inveja.

Quando as crianças começam a se socializar com outras pessoas, é quando começam a ter inveja. No entanto, isso é normal. Esse tipo de inveja, geralmente, é devido ao medo de perder algo que eles possuem, ou algo que desejam dos outros e que geralmente é material, como um brinquedo. Naquela época, as crianças têm acessos de raiva e muitas vezes mostram que inveja e impotência com acessos de raiva, que devemos começar a controlar, dando pequenas explicações simples.

As primeiras invejas ocorrem entre irmãos, pois é com quem o filho está mais próximo e eles são totalmente normais.

No entanto, não é até que a criança comece a ter autoconsciência, quando você começa a ter uma inveja mais complicada, é sobre o inveja social. A inveja social é o que a criança experimenta quando sente que o outro é melhor que ela, ou tem uma qualidade que lhe falta, mas também pode ser inveja por não ser o centro das atenções constantes. Esse tipo de inveja é o mais prejudicial à criança, pois é uma sentimento extremamente negativo Isso o levará a uma infelicidade constante, pois é gerado por um complexo de inferioridade, grande insegurança e insatisfação consigo mesmo.

A criança se concentra mais no que acontece aos outros do que em seus próprios objetivos. Nestes casos, devemos ensinar a criança a diferença entre inveja e admiração por outra pessoa. A admiração em nenhum caso nos causa desconforto, a inveja, sim.

Como podemos lidar com a inveja das crianças?

1- Reforçando sua autoestima: A inveja é uma clara falha em acreditar ou ver suas próprias qualidades. Devemos fazê-los ver quais são as qualidades de cada um e fortalecê-los. Sempre de forma positiva, sem colocar na criança o rótulo de “você tem inveja”, mas sim dizer “sim, aquela criança está linda, mas você é muito bom em matemática. Você deve estar feliz que seu amigo ou irmão está bem. "

2- Não compare seus irmãos ou outras pessoas com ele: Não podemos comparar crianças porque são totalmente diferentes e o que queremos ensinar é que cada uma tem as suas qualidades, que não são nem piores nem melhores que as outras, mas simplesmente diferentes e, como tal, não podem ser comparadas. Comparar irmãos é ter lutas garantidas ao longo do crescimento e pode, eventualmente, gerar sentimento de ódio entre eles.

3- Não mostre a eles que o mundo está a seu serviço ou superprotegê-los, porque tudo o que eles não podem obter, e que outros têm, será desejado por eles, e eles não estarão preparados para enfrentar a frustração de não tê-lo.

4- Incentive a empatia: A empatia é fundamental para a criança compreender o sentimento negativo que ela gera nos outros, além de si mesma. Devemos colocar a criança no lugar da outra perguntando a ela, se você tivesse vencido aquela corrida, não gostaria que os outros ficassem felizes por você? Como você se sentiria se seu amigo ficasse bravo com você quando você fazia algo melhor do que ele? As explicações fundamentadas são sempre uma boa forma de fazer a criança refletir.

5- Lidere pelo exemplo: Se você está com inveja e faz comentários negativos sobre outra pessoa na frente da criança, ela vai entender isso como um sentimento normal.

6- Recompensa é esforço e não resultados: Ensine a seu filho que o importante é se esforçar, em vez de obter resultados rápidos. Algumas qualidades não dependem de esforço, por exemplo, quando uma criança é mais rápida que outra, mas da genética; mas outros podem ser alcançados com esforço e devem ser mais valorizados do que aqueles que são facilmente alcançáveis.

7- Mostre a ele que alegria compartilhada é melhor: Quando outros realizam algo, devemos ficar felizes por eles, porque o alegria compartilhada com outros, também nos deixa felizes e mais positivos para enfrentar novos desafios.

Você pode ler mais artigos semelhantes a 7 diretrizes a serem seguidas em casa se seu filho estiver com inveja, na categoria de Conduta no local.


Vídeo: O Cérebro dos Invejosos. PEDRO CALABREZ. NeuroVox 031 (Outubro 2021).