Valores

Trocar fraldas de bebês é uma arte para alguns pais


Embora possa parecer engraçado como alguns pais trocam a fralda de seus bebês, nem sempre é engraçado para eles. Quando se trata de trocar a fralda porque o bebê fez cocô, por exemplo, é comum vê-los disputando a responsabilidade de trocar a fralda.

Nem sempre é agradável, você tem que admitir. No entanto, ninguém pode fugir dessa tarefa. Não trocar a fralda do bebê quando o pequeno precisa, pode afetar sua pele delicada e, portanto, dar dor de cabeça aos pais.

Com os primeiros cocôs do bebê em amamentação e pelo fato de ainda ser muito pequeno e pela nossa inexperiência na colocação de fraldas, é fácil nos depararmos com escandalosos vazamentos que mancham não só as nádegas, mas também as costas, pijamas, roupas, lençóis, etc.

Para que esses desafios envolvam menos esforço, devemos nos munir de tudo o que for necessário antes de retirar a fralda suja: lenços umedecidos, bacia, pano ou esponja, pijama, porta-fraldas e, claro, uma fralda limpa adequada ao peso do bebê.

Muitas crianças podem se sentir incomodadas e incomodadas quando as fraldas são retiradas, algumas crianças mais velhas não param de se mexer e querem se jogar no chão, por isso devemos oferecer a elas um ambiente confortável e agradável, evitando colocar a pele diretamente na superfície fria do plástico do trocador, e dando-lhes um brinquedo para manipular ou um móbile que chame a atenção.

Também podemos aproveitar para brincar um pouco, fazendo pedras no intestino, conversando com eles, etc. Se possível, o melhor é que a troca de fraldas seja sempre no mesmo lugar para que o bebê reconheça a situação, sendo preferível fazê-la no trocador, o que nos permitirá ficar com as costas retas e mais confortáveis com nosso filho.

Em geral, a troca da fralda deve ser feita a cada três ou quatro horas, verificando a fralda a cada hora ou mais, se um cheiro suspeito não atingiu nosso nariz antes. Aqui estão algumas recomendações para tornar a troca de fralda do seu bebê perfeita:

- Mantenha a pele do bebê o mais seca e limpa possível para evitar irritações.

- Limpe cuidadosamente os órgãos genitais, dobras, coxas e ânus. Arraste o lenço da frente para trás nas meninas para evitar que os restos acabem dentro da vagina. As crianças não precisam retirar a pele do prepúcio, é melhor fazê-lo durante o banho. Se usarmos sabão, enxágue abundantemente com água e seque a pele antes de colocar uma nova fralda.

- Caso seja observada vermelhidão ou irritação, deve-se aplicar um creme hidratante nas dobras e nas áreas de fricção (evitando que entre no interior dos órgãos genitais). Se o problema piorar, devemos consultar o pediatra se a criança tiver uma infecção fúngica ou bacteriana.

- Se a criança está com diarreia ou fez cocô, é aconselhável não demorar para trocar a fralda, alguns minutos serão suficientes para que as fezes danifiquem a pele.

- Se usar fraldas de pano, evite detergentes agressivos ou alvejantes e enxágue-os bem. Uma boa maneira de desinfetar fraldas de pano é passando-as.

- Podemos ter uma capa para deixar o bebê sem fralda por um tempo, vai ser útil para a pele e vai incentivá-lo a mover as perninhas com total liberdade.

Mirna santos. Editor do nosso site

Você pode ler mais artigos semelhantes a Trocar fraldas de bebês é uma arte para alguns pais, na categoria Uso de fraldas no local.


Vídeo: PASSAMOS O DIA SENDO PAIS DE UM BEBE! (Outubro 2021).