Valores

14 sintomas de ansiedade em crianças


A ansiedade e o estresse não são sofridos apenas pelos adultos. As crianças também podem ter episódios de ansiedade em resposta a certas situações que os afetam e ficam fora de controle.

Explicamos como detectá-lo, quais são os principais sintomas de ansiedade em crianças e o que fazer em caso de ansiedade infantil.

A ansiedade é um estado de espírito agitado, de perturbação, uma angústia que a criança não consegue controlar e que acaba afetando o comportamento. Uma criança com ansiedade pode "trancar-se" em seu mundo e recusar-se a se comunicar ou, ao contrário, explodir em um turbilhão de raiva (por meio de um acesso de raiva ou comportamento agressivo).

Crianças que são mais imaginativas, aquelas que tendem a exagerar as coisas, crianças que estão constantemente em alerta, defensivas e aquelas que têm problemas para controlar as emoções têm mais probabilidade de sofrer de ansiedade. Estes são os sintomas mais comuns de ansiedade em crianças:

1. Taquicardia, nervosismo. No meio de um ataque de ansiedade, o principal sintoma é a perda do ritmo lento dos batimentos cardíacos. Se você já teve um ataque de ansiedade, deve ter notado como seu coração de repente 'sai de controle' e começa a bater com muita força ou com arritmias. Isso assusta muito a criança, que não sabe por que isso está acontecendo com ela, e o medo só piora a situação.

2. Dificuldade em respirar. À medida que o coração dispara, a criança acha mais difícil manter a respiração lenta. A respiração também acelera e se torna "mais desajeitada". Em casos extremos, você pode hiperventilar e ficar tonto ou desmaiar.

3. Transpiração excessiva. O nervosismo que desencadeia um ataque de ansiedade faz o corpo suar mais. É como uma máquina em pleno andamento!

4. Tontura. Por ter dificuldade em manter um ritmo respiratório calmo, o cérebro sofre de uma deficiência de oxigênio, que pode causar algumas tonturas e uma forte dor de cabeça.

5. Tensão muscular. Os músculos ficam tensos, tensos. O corpo reage à ansiedade como se tivesse que enfrentar um inimigo.

6. Dor de estômago. O estômago é o receptor de um bom número de terminações nervosas. O ditado "os nervos se agarram ao estômago" é bastante correto. A angústia e a ansiedade afetam diretamente o estômago.

7. Preocupação excessiva. Crianças com ansiedade tendem a ser crianças muito perfeccionistas e exigentes, que se preocupam excessivamente com as coisas mais triviais.

8. Problemas de auto-estima. Ataques de ansiedade fazem com que a criança pense que algo estranho está acontecendo e comece a perder a autoestima e a autoconfiança.

9. Dificuldade de concentração. O estado de ansiedade não permite concentração. A criança começa a ter problemas de atenção.

10. Pensamentos negativos. A ansiedade muitas vezes leva ao negativismo, também entre as crianças. É uma situação de 'defesa' porque ele pensa que está em perigo, que há algo o ameaçando.

11. Ataques de fome. O nervosismo, o estresse e a angústia levam ao desequilíbrio dos sentidos. Junto com a ansiedade, muitas vezes aparecem "ataques de fome" repentinos e a criança precisa comer convulsivamente.

12. Tiques nervosos. Por exemplo, roer as unhas ou puxar o cabelo. Todos esses tiques são expressões de um estado de nervosismo desencadeado pela ansiedade.

13. Mais sensível. Chore ou fique com raiva de qualquer coisa. As emoções ficam fora de controle.

14. Movimentos repetitivos. Semelhante aos tiques nervosos, a criança em sofrimento também pode realizar movimentos repetitivos.

Para parar a angústia, é melhor encontrar a fonte que o gera. No meio de um ataque de ansiedade, porém, é aconselhável tentar tranquilizar a criança para que ela volte a controlar suas emoções. Você pode usar técnicas de relaxamento, mas acima de tudo, aquelas que têm a ver com o controle da respiração funcionam muito bem.

Você pode ler mais artigos semelhantes a 14 sintomas de ansiedade em crianças, na categoria de Conduta no local.


Vídeo: 7 SINAIS DE ANSIEDADE CAUSADA PELA INFÂNCIA (Novembro 2021).