Valores

Por que você não deve ignorar o ciúme de irmãos


O ciúme, por definição, é um estado emocional que se caracteriza por um sentimento de frustração, por acreditar que não somos retribuídos emocionalmente por entes queridos ou com a mesma frequência ou intensidade que queremos ou precisamos.

Na infância existem diferentes tipos, um dos mais comuns são ciúme entre irmãos, e mais especificamente, o ciúme que surge com a chegada de um novo irmão ou irmã, conhecido como “fluff”. Muitos pais preferem esperar que essa fase passe, mas é melhor não ignorar a existência desse sentimento.

O "fofo" nada mais é do que um sistema de proteção infantil que ele afirma manter a mesma atenção que tinha antes, e que agora ele tem que compartilhar com seu irmão. De certa forma é normal que exista, e é até bom que uma criança reivindique seu lugar e atenção, se não o fizesse teríamos que estar vigilantes.

O problema surge quando a resposta ao ciúme é exagerada e prolongada e afeta o desenvolvimento familiar habitual. É neste caso que devemos prestar atenção.

Em crianças com ciúme, a resposta pode ser variada e geralmente depende do estado de desenvolvimento da criança. Eles geralmente aparecem em comportamentos diferentes:

- Com inveja e ressentimento diante do novo irmão que ele percebe como um rival.

- Com tristeza e sentimento de abandono.

- Com comportamentos regressivos, ou seja, comportamentos infantis de imitação do irmão mais novo.

É muito importante estar atento à criança, afinal o ciúme é uma manifestação dos sentimentos que ela tem de forma exagerada porque não aprendeu, nem possui instrumentos emocionais para expressá-lo de outra forma. Devemos prestar a devida atenção a eles, sem dar-lhes todos os caprichos ou monitorá-los continuamente, pois podem tirar proveito da situação. Um abraço é sempre muito melhor do que um brinquedo.

Esses são alguns dos sinais de que uma criança está com ciúme. Você deve ficar atento a eles, pois dão pistas sobre o que seu filho está sentindo.

1. Existem sinais de infelicidade ou tristeza. A criança pode dizer que não se sente amada e / ou ter choro injustificado.

2. Tem alterações de humor sim motivo.

3. Aparecer novos comportamentos para atrair atenção (fazer xixi na cama, perda de apetite, agressividade, etc.)

4. Volte para a linguagem de uma criança.

5. Os padrões de sono e alimentação são perturbados.

6. Sinta negativismo, teimosia ou dificuldade em obedecer

7. Nega os próprios erros e culpa os outros, geralmente o irmão.

É importante saber que não podemos evitar o ciúme e que cada criança o manifesta de maneira diferente. Portanto, a primeira e mais importante coisa é NÃO nos culpar. O ciúme aparece e faz parte do processo de maturação da criança; assim que eles chegam, eles saem.

Podemos implementar uma série de medidas para minimizar o impacto e torná-lo mais suportável para toda a família:

- Estabelecer um equilíbrio no tratamento dos irmãos para que vamos remover preferências e, acima de tudo, NÃO COMPARE.

- Quando você tiver que chamar a atenção para algum comportamento, sempre faça isso marcando os positivos.

- Aumentar o tempo de lazer da família para melhorar a comunicação.

- Não se pode argumentar com uma criança ciumenta ou furiosa, é melhor deixá-la em paz. Uma vez calmo, fale com a criança de uma posição calma e firme. Fique calmo, é apenas um sintoma de seu desconforto.

- Convide o irmão mais velho a participar do cuidado do pequeno e faça-o ver a importância de sua ajuda.

A relação entre irmãos tem seu desenvolvimento e evolução. Se mantivermos um clima familiar estável e calmo, o ciúme será superado de forma gradativa sem causar danos emocionais a nenhum membro da família.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Por que você não deve ignorar o ciúme de irmãos, na categoria Ciúme no local.


Vídeo: FAMILIARES TÓXICOS: COMO LIDAR COM ELES? ANAHY DAMICO (Dezembro 2021).