Valores

Por que é melhor educar crianças responsáveis ​​do que crianças obedientes


Nossa casa é um laboratório extraordinário para acompanhar nossos filhos e filhas em seu crescimento como homens e mulheres responsáveis. Como educadores e referências temos que apostar na confiança em todo o seu potencial e na consolidação de valores claros no nosso lar.

Educar crianças responsáveis, em vez de crianças obedientesÉ fundamental que os mais pequenos tenham capacidade de decisão e independência. Se houver autoritarismo em minha casa, eu dou as ordens e minha filha obedece, a única coisa que conseguirei é eliminar sua liberdade de decisão e educá-la para a submissão, além do que possa influenciar sua autoestima ou vínculo comigo . Porém, se como mãe eu a educo para a responsabilidade, estarei dando a ela ferramentas para ser autônoma de forma coerente, mas também analítica.

Em muitos casos, passamos de uma educação autoritária na qual nossos avós confiaram, para uma grande falta de normas de muitos pais superprotetores que temos hoje. Portanto, é muito importante avaliar onde estamos e onde queremos estar como educadores de nossos filhos e filhas.

Em todo este leque de possibilidades está a opção de liberdade responsável Com o qual é possível formar valores e promover a autoestima. E há pais que no desejo de liberdade não educam e outros que, pelo desejo de educar, não respeitam a liberdade dos filhos. Mas como educar crianças responsáveis, capazes de tomar decisões de acordo com sua autonomia e responsabilidade? Aqui lhe damos 6 chaves.

1. Permita que seu filho ou filha tome pequenas decisões todos os dias
Tomar decisões é uma habilidade que deve ser treinada, pois nosso filho é pequeno e, se possível, todos os dias. Quanto mais você pratica a tomada de decisões, melhor você decide a cada vez.

2. Ajude-o a encontrar seu lugar e responsabilidade na família
É muito importante e necessário fazer com que a criança compreenda o papel de cada membro da família dentro da estrutura familiar, e nós, como principais referências, devemos dar um exemplo adequado disso. Dentro de casa, cada um terá uma tarefa atribuída que previamente combinamos entre todos; Também lhe explicaremos a importância de cada um cumprir a sua tarefa no momento adequado.

3. Use a pergunta para educá-lo
Como todos os treinadores sabem, a pergunta é a ferramenta por excelência. Por exemplo: filha, você acha que poderia ir sozinha hoje comprar pão? Desta forma, estamos oferecendo a você uma meta a atingir, também estamos dizendo que confiamos nela, mas em nenhum momento é uma encomenda. Outro exemplo: querida, seu quarto não está limpo; Antes do jantar é conveniente que seja pedido, quando você acha que pode fazê-lo?

4. Faça-o entender que responsabilidade não é o mesmo que obrigação
Deve explicar a diferença entre a responsabilidade e as obrigações impostas como membro da família, como tirar a mesa às terças e quintas-feiras, pois todos decidimos que cada um tem uma tarefa / obrigação. Da mesma forma, numa conversa paciente e serena (ou mais de uma se necessário), explicaremos o que esperamos dele, por que e para quê.

5. Respeite sua liberdade
Devemos respeitar sua liberdade, permitindo que você participe da tomada de decisões das quais você pode participar. É claro que há aspectos em que não devemos permitir que as crianças decidam, mas talvez elas participem dando suas opiniões. Frequentar a escola não é discutível ou negociável, porém, o fato de participar ou não de uma atividade extracurricular é.

6. Não recompense por ele cumprir suas responsabilidades
Por fim, deixe claro que o cumprimento de uma responsabilidade não deve ser recompensado, mas talvez grato, pois apreciamos o que mamãe ou papai prepararam.

Há poucos dias ouvi o Pedagogo e técnico Andrés París falar sobre um tema semelhante e ele destacou a importância de perguntar e explicar bem o que queremos deles, do diálogo e da confiança no nosso filho.

Por isso, embora às vezes dói vê-los crescer, é importante torná-los pessoas responsáveis ​​e autônomas, e nós, como educadores, temos um papel importante. Não vamos limitar suas asas.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Por que é melhor educar crianças responsáveis ​​do que crianças obedientes, na categoria de Conduta no local.


Vídeo: EXAMES Laboratoriais no Autismo: QUAIS são, O QUÊ são, PRA QUÊ servem? (Dezembro 2021).