Cuidados com a pele

Manchas brancas na pele de crianças no verão


O verão é uma estação que todos aguardamos, mas a exposição ao sol, principalmente em bebês, pode causar inúmeras lesões cutâneas e entre elas, algumas lesões ou manchas brancas na pele das crianças denominada pitiríase alba ou dartros e pitiríase versicolor.

Podem aparecer em qualquer idade, mas são mais frequentes em crianças e adolescentes com aspecto muito bronzeado e são motivo de frequentes consultas com o pediatra e até nas farmácias, o que não é o mais indicado, visto que não deve ser automedicado.

O que são pitiríase alba ou dartros
São lesões cutâneas, que se apresentam como manchas vermelhas, escamosas e com muita coceira, que, ao cicatrizar, deixam manchas hipopigmentadas (brancas) muito fracas. Eles têm bordas mal definidas e tamanho irregular.

A origem dessas manchas ainda não é conhecida com precisão, muitos pensam que se trata de infecções fúngicas, mas na realidade não é. Têm sido relacionadas sobretudo à dermatite atópica ou à má hidratação da pele, devido à exposição ao sol que a desidrata e quando a pele está muito bronzeada, estas manchas brancas tornam-se mais visíveis.

São lesões benignas, não cancerosas e não contagiosas, sendo consideradas mais um problema estético do que de saúde. São observados entre 3 e 16 anos e, quando aparecem na infância, costumam desaparecer na adolescência. Essas manchas localizam-se mais freqüentemente na face, mas também podem se espalhar para o pescoço, ombros, braços e também podem ser encontradas nas pernas.

Qual deve ser o tratamento da pitiríase alba?
Como a maioria dessas manchas desaparece por conta própria, muitas vezes ficam sem tratamento, mas tem casos em que a coceira (coceira) é intensa ou a mancha está muito despigmentada (muito branca), então você vai ao pediatra ou dermatologista em busca de tratamento adequado. E como pediatra, eu recomendaria o seguinte tratamento para pitiríase alba:

- Hidratantes usados ​​com freqüência.

- Cremes corticosteróides de baixa concentração.

- Cremes não esteróides, tipo elidel, especialmente para melhorar a coceira.

- Não se automedique.

- E a prevenção, que é o mais importante, o uso de protetor solar com fator de proteção maior que 50 e aplicado com frequência sempre que a criança toma banho. E o uso de roupas leves, finas, com chapéus, bonés e ficar na sombra o maior tempo possível.

O que é pitiríase versicolor
São lesões cutâneas, produzidas pelo crescimento e proliferação de um fungo denominado malassezzia furfur, que normalmente habita a camada superficial e, por isso, não é considerada uma doença infecciosa, ou seja, não é contagiosa.

É caracterizada por manchas de tamanho irregular, que à primeira vista parecem castanho-claras, escamosas e depois se transformam em manchas brancas que se notam especialmente nas peles bronzeadas no verão.

A pitiríase versicolor pode afetar qualquer faixa etária, mas é mais comum em crianças e adolescentes. Prefere ambientes quentes e úmidos, por isso durante o verão a proliferação deste fungo é muito frequente. As manchas localizam-se principalmente ao nível da parte superior do tronco, pescoço e braços.

Quando esses casos chegam à minha consulta pediátrica, costumo encaminhá-los ao dermatologista pediátrico para o diagnóstico, que se baseia nos sintomas do paciente (características das manchas) e na observação de imagens características ao microscópio, denominado ' espaguete e carne ', da descamação das lesões cutâneas.

Recomendações para tratar pitiríase versicolor
O tratamento baseia-se na aplicação tópica de cremes antifúngicos ao nível das lesões, por cerca de 3 a 4 semanas. O tratamento oral pode ser considerado quando não há melhora rápida das lesões ou quando há recidivas, que são frequentes, por se tratar de um fungo que vive normalmente na pele (comensal). E para esses casos eu aconselho:

- Evite manter a pele úmida, portanto, ao sair da praia ou piscina, seque bem a pele.

- Mantenha as roupas secas.

- Hidrate-se com bastante líquido, de preferência água.

- Evite transpiração excessiva, abrigando-se em locais frios e com sombra.

- Não se automedique.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Manchas brancas na pele de crianças no verão, na categoria Cuidados com a pele no local.


Vídeo: DERMATITE ATÓPICA EM CRIANÇAS - INFLAMAÇÃO NA PELE. MACETES DE MÃE (Dezembro 2021).