Sejam mães e pais

Antes de entrar nos grupos de pais do WhatsApp, faça esta reflexão

Antes de entrar nos grupos de pais do WhatsApp, faça esta reflexão


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Há coisas que tememos e das quais simplesmente nos afastamos delas. Há coisas que queremos e nos aproximamos delas o máximo que podemos. Porém, quando as duas emoções ocorrem ao mesmo tempo, medo e amor, as coisas ficam complicadas para nós! Isso é o que eu acho que acontece conosco com temidos e amados grupos de pais de Whatsapp. Estou no certo? Recomendo que antes de entrar em uma delas, faça esta reflexão que apresento abaixo, para o bem de seus filhos!

A primeira pergunta que me coloco e que devemos fazer a nós próprios antes de entrar e aceitar o grupo WhatsApp é: Porque quero estar neste grupo?

São várias as respostas possíveis: porque é um grupo que me dá informações ou porque é um grupo com o qual costumo encontrar-me para sair de vez em quando ou é o meu grupo para praticar desporto ou porque é um grupo familiar ou porque é o grupo da turma de meu filho… TA-CHAN! Chegamos ao kit com a pergunta sobre o que desejo abordar neste artigo: Os grupos de WhatsApp da aula de nossos filhos.

E a pergunta é muito clara e direta: Por que você quer pertencer a este grupo? E agora, com a mão no coração, você pode responder:

- Para ser informado das funções que atribuem ao meu filho.

- Apenas organizar atividades com outros pais da turma e assim confraternizar com eles.

- Para controlar o dever de casa do meu filho.

- Saber quando é o aniversário das crianças da turma.

- Para controlar o que meu filho tem que fazer em relação aos estudos.

- Para organizar a tarde: terei muito dever de casa para fazer? Quanto tempo terei que passar estudando com meu filho?

- Para saber a opinião de outros pais sobre os estudos de nossos filhos.

- Saber como meu filho se comporta em sala de aula (conforme comentários de outros pais).

Esteja [protegido por e-mail] e veja as respostas que escolheu com perspectiva. E no fundo, me diga uma coisa ... Todas as respostas contêm o medo de que seu filho não esteja no nível que você deseja, e por isso você tem que saber o que acontece para continuar protegendo-o? Até a pergunta do aniversário (que parece inócua) seria baseada no medo. 'Caso a festa de aniversário do seu filho não corresponda aos padrões das outras crianças…'.

E é que, com esse simples gesto de pertencer ao grupo WhatsApp estamos, por um lado, superprotegendo nosso filho e, por outro, dizendo a ele que não confiamos nele.

No primeiro caso, porque assim sabemos o que acontece e também podemos ser a vassoura do nosso filho. Podemos estudar com eles ou organizar a tarde para eles ou planejar o dever de casa. Apesar de ter uma agenda para isso.

Por outro lado, enviamos mensagens de: 'Eu estudo com você, porque não acho que você seja capaz de fazer isso sozinho', ou 'Eu tenho que explicar o que você deu esta manhã na aula porque você é muito ignorante' ou 'isso é difícil para você entender por si mesmo ...'.

Para qualquer uma das duas situações expostas ou que aconteça com seu filho, lembre-se de ensinar-lhe recursos suficientes para que possa estudar sozinho ou para que aprenda a ficar atento nas aulas ou a não ser ignorante; aprender a planejar e organizar, etc. Mas, acima de tudo, lembre-se de mostrar a ele como se faz, para que ele aprenda mais rápido. Você é o seu melhor exemplo de aprendizagem!

E agora, se você tem que entrar no grupo WhatsApp de pais dos colegas de classe do seu filho, entre ... mas com a consciência do que você quer usar.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Antes de entrar nos grupos de pais do WhatsApp, faça esta reflexão, na categoria Ser mães e pais no local.


Vídeo: Como VENDER PELO WHATSAPP. 7 TÉCNICAS que eu uso pra VENDER MAIS PELO WHATSAPP (Dezembro 2022).