Estágios do adolescente

O vínculo difícil (mas não impossível) entre pais e pré-adolescentes


'Meu filho não me ama mais', 'Antes ele gostava de estar comigo e agora me evita', 'Ele não quer sair da sala!' Esses são alguns dos gritos de preocupação dos pais com os filhos que se aproximam da adolescência. À medida que envelhecem, o relacionamento com os pais muda. Embora, quando são bebês, os pais sejam seu principal refúgio, com o passar dos anos eles aprendem a ser mais autônomos. E tudo isso pode levar a um vínculo entre pais e pré-adolescentes que é complicado, mas isso não é impossível. Você apenas tem que trabalhar com as ferramentas certas.

A lagarta, antes de se transformar em borboleta, refugia-se em uma crisálida onde ficará por algum tempo até que o processo de metamorfose seja concluído. Durante este tempo, todo o seu corpo se transforma até que ele possa abrir as asas na solidão. Nenhum outro inseto o ajuda, ele passa por todo esse processo sozinho. Este exemplo parece fascinante para mim falar sobre pré-adolescência.

Se pararmos para pensar, existem muitos paralelos entre este estágio na vida de nossos filhos e a metamorfose da borboleta. Eventos semelhantes ocorrem em ambos: a criança inicia um processo de transformação física e psicológica, que necessita do apoio e compreensão dos pais.

Esta fase de desenvolvimento é caracterizada como 'a pausa criativa', onde existe uma procura de identidade. O retraimento social é normal, porque você precisa afirmar sua própria identidade, mergulhar em seus pensamentos e emoções. Isso pode estar causando dificuldades em se relacionar com os pais, porque talvez seja vivida como uma frieza emocional do filho para o pai. Porém, não podemos esquecer que é o contrário: nosso filho pré-adolescente está se afastando de nós porque está se encontrando, está se transformando em algo novo. Como a borboleta!

Embora o 'trabalho' de transformação de nossos filhos seja solitário, os pais não devem ficar alheios a ele. Podemos ajudar nossos filhos, orientá-los, aconselhá-los e estar disponíveis para o que precisarem. Muitas vezes, tudo que nossos filhos precisam é saber que estamos ao lado deles diante de todas essas mudanças que estão vivenciando.

Portanto, a seguir, ofereço uma série de recomendações que podem ajudá-lo trabalhe o vínculo com seu filho adolescente. Vamos vê-los um por um:

1. mantenha a calma
Os pais muitas vezes se desesperam quando, embora tentemos conversar com nossos filhos e nos interessar pela vida deles, eles não parecem muito abertos à conversa. Portanto, quando seus filhos responderem com monossílabos ou não quiserem contar como foi o dia deles, não os pressione. É melhor que você simplesmente diga a eles que, se precisarem dizer algo, você está lá para ouvir.

2. Procure entretenimento
Convide seus filhos a fazer atividades que os ajudem nessa jornada, como ioga ou meditação. Você pode até (se quiser) praticar esses esportes em família.

3. Seu link mudará, mas é normal
É normal que você sinta que seu filho não é mais aquela criança carinhosa que correu para te abraçar. O fato de ele estar distante e indiferente não significa que você não seja mais importante para ele. Pelo contrário, precisa muito de você, da sua companhia silenciosa nessa jornada.

4. Evite confrontos
Visto que durante a pré-adolescência (e mais tarde na adolescência) há uma tendência maior à falta de controle emocional, pode ser que suas reações sejam intensas. Eu recomendo que você ajude seu filho nesse controle emocional com frases como 'Eu entendo que você está com raiva', 'calma aqui estou para te ajudar', 'vamos resolver isso juntos', etc.

A pré-adolescência é apenas uma pausa, você verá como seu filho se transforma em uma linda e colorida borboleta, mais cedo do que você imagina. É apenas um momento onde precisa ser descoberto dentro de sua própria história, então agora você vai precisar da nossa companhia silenciosa para que saiba que da mesma forma estamos aqui para acompanhá-lo quando você precisar.

Você pode ler mais artigos semelhantes a O vínculo difícil (mas não impossível) entre pais e pré-adolescentes, na categoria Palco Adolescente no site.


Vídeo: COISAS DE UMA PRÉ-ADOLESCENTE (Janeiro 2022).