Valores

Ensine seu filho a ser generoso e não se preocupar com os presentes de Natal


O Natal está chegando e muitas crianças ficam muito nervosas com os presentes. Fazer a carta ao Papai Noel ou aos Magos é um momento de grande emoção para eles. Eles pensam em quantos presentes poderão dar este ano na carta e contam nos dedos quantos vão chegar em casa. Dois, cinco, nove? As crianças sempre querem mais e mais brinquedos. No entanto, os pais têm o dever de: ensine-os a serem generosos e não ficarem preocupados com os presentes de Natal e que o Natal não é apenas receber, é também dar.

Nos encontros #ConectaConTuHijo, organizados pelo nosso site, Andrés París, treinador pedagógico e pedagogo, deixou-nos algumas das chaves para nos ajudar, como pais, para que os nossos filhos não sintam tanta ansiedade com os presentes e sejam mais generosos no Festas de natal, porque O Natal é um momento especial e único, e uma época do ano em que se produzem muitas emoções que devemos manter ao longo dos doze meses ou, pelo menos, estendê-las um pouco mais.

Mas, É possível que uma criança fique ansiosa para receber presentes? Por que essa situação ocorre? Não deveria ser normal, embora pareça cada vez mais comum e tudo venha, segundo Andrés París, de má gestão educacional e de não ter ensinado nossos filhos a pausa, paciência e que nem tudo é imediato, algo que resulta do dia a dia Hoje complicado devido ao whatsapp e às redes sociais. Como pais, temos que parar com essa tendência pensando em semear e construir algo forte, sólido e com valores básicos como família.

A criança tem o direito de pedir o que quiser, mas os pais têm que ser coerentes e devemos ajudá-los a não se preocuparem com os presentes, porque muitas vezes somos nós, por exemplo na hora de escrever ao Papai Noel, que não os damos limites e nós os encorajamos e perguntamos constantemente 'O que você vai escrever na sua carta? o Vamos fazer a lista de presentes! Com essas frases e esse comportamento de nossa parte, damos rédea solta a eles para colocarem tudo o que quiserem ou, o que é pior, os corrigimos e os obrigamos a que, uma vez que tudo esteja escrito, estejam eliminando ou selecionando coisas.

Claro, eles irão para a cama nervosos pensando no que o Papai Noel vai colocar debaixo da árvore de Natal ou nos Três Reis Magos perto de Belém, eles vão se levantar antes da hora para ver se o pacote ou pacotes ali depositados são grandes ou pequenos e, com certeza, vai custar-lhes quebrar papel de embrulho na pressa de descobrir o que está por baixo, mas apenas educando-os na sustentabilidade e na proporcionalidade faremos com que eles aproveitem mais este momento.

Como podemos explicar às crianças de uma forma simples o que é generosidade? Andrés París diz uma frase muito verdadeira e real: 'É dar algo sem pedir nada em troca.' Nós que somos pais e mães o descobrimos no momento em que tivemos nosso primeiro filho nos braços, porque naquele momento você percebe que aquele pequenino é, talvez, o único por quem você daria a vida.

E é nisso que a maternidade e a paternidade consistem um pouco: dar sem esperar nada em troca. Embora seja verdade que às vezes perdemos um feedback e um gesto de gratidão de nossos filhos, não vem quando queremos, mas quando vem de seus corações! Mas apesar de tudo, esse sentimento de dar nos deixa em um estado muito agradável, que é ideal para transmitir aos nossos filhos.

Contraria um pouco o look que o Natal está tomando nos últimos tempos, onde tudo está recebendo e consumindo, mas com pequenos e simples gestos conseguimos. A seguir, apresentamos algumas ideias que ajudarão seus filhos e, em geral, toda a família a ser e aprender a ser mais generosos.

- Vá para ancinhos
No Natal, mais do que em qualquer outra época do ano, há muitas iniciativas de solidariedade das quais você pode participar em família, por exemplo, ir a alguns dos ancinhos que acontecem em sua cidade. Se você tiver dúvidas, pergunte à sua paróquia mais próxima.

- Doe brinquedos
É bom explicar às crianças que têm a sorte de ter tudo o que 'querem', mas que há crianças que podem não receber nada no Natal deste ano. Portanto, uma boa iniciativa pode ser buscar na caixa de brinquedos aquela boneca, quebra-cabeça ou acessório que eles não usam mais (que está em bom estado) para que outras crianças possam se divertir.

- Compartilhe presentes
E se você propor a seus filhos que este ano um dos presentes seja para toda a família ou que seja compartilhado com seus irmãos? Sua reação pode surpreendê-lo!

- Cofrinho
Certamente seus filhos têm um cofrinho no qual colocam as moedas que seus avós ou tios lhes dão de vez em quando ou aquelas que ficam quando vão comprar pão e ficam sem noção do retorno. Talvez este ano seja a hora de quebrar o porco e dar esse dinheiro a quem precisa.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Ensine seu filho a ser generoso e não se preocupar com os presentes de Natal, na categoria Títulos e Valores Mobiliários, no site.


Vídeo: ANA PAULA VALADÃO - EU SÓ TENHO VOCÊ AO VIVO. DIANTE DO TRONO (Dezembro 2021).